O que se sabe, é que é flex.

Questões como o bem estar e trabalho remoto já eram pauta nos departamentos de recurso humanos das empresas mais modernas. A pandemia trouxe a necessidade de todos discutirem o tema abertamente. Isso invariavelmente forçou as corporações a abrir o diálogo com seus funcionários, entendendo que os resultados podem ser iguais, ou até melhores com maior flexibilidade.

No Brasil estamos na primavera, em breve entrando no verão. Apesar dos pesares, a vacinação por aqui respondeu super bem. Estamos em uma situação bem melhor!

Isso tudo proporcionou um respiro para o nosso psicológico e criou um horizonte mais positivo e presencial. As pessoa já estão se preparando para uma volta ao trabalho – mesmo que em um formato híbrido. A terceira dose já está ai – pelo menos na cidade de São Paulo.

Ainda não há consenso, não existe certo ou errado, existe o que é melhor ou pior para empresas e colaboradores. De forma geral os públicos mais jovens querem mais presencial, os mais velhos mais remoto.

No podcast abaixo proporcionado pelo Grupo de Atendimento e Negócios, PC Freitas, Diretor Geral de Atendimento e Negócio da África, Marcos Costa, co-fundador do Network Force, sócio da Radio Design e Diretor do Grupo de Atendimento e Negócios conversam com Mariana Dias Lucon, Diretora da Mercer Marsh Benefícios, especialista e consultora no desenho de pacote de benefícios para funcionários de grandes empresas. Dê um play e ouça o que ela diz sobre como empresas e funcionários vem respondendo ao novo cenário de trabalho.

Até a próxima!

%d blogueiros gostam disto: